Análise modal operacional

Na análise modal operacional (OMA), apenas a saída de uma estrutura é medida usando as forças ambientais e operacionais como entrada não-medida.

Ask an Expert

Na análise modal operacional (OMA), apenas a saída de uma estrutura é medida usando as forças ambientais e operacionais como entrada não-medida. A OMA é utilizada ao invés da análise modal clássica para uma identificação modal precisa em condições reais de operação e em situações em que é difícil ou impossível excitar artificialmente a estrutura.

Muitas estruturas de engenharia civil e mecânica são difíceis de excitar artificialmente devido ao seu tamanho físico, forma ou localização. As estruturas de engenharia civil também são carregadas por forças ambientais, como as ondas contra estruturas offshore, o vento nos edifícios e o tráfego nas pontes, enquanto estruturas mecânicas, como aeronaves, veículos, navios e máquinas, exibem vibração auto-gerada durante a operação.

Na OMA, essas forças, que produziriam resultados errôneos na análise modal clássica, são, ao invés disso, aproveitadas como forças de entrada. Como a OMA pode ser realizada in situ durante a operação normal, o tempo de configuração é reduzido e o tempo de parada pode ser eliminado.

Sistema sugerido

Operational modal analysis system overview 

Para um sistema de teste e análise modal integrado e fácil de usar, use BK Connect® Time Data Recorder para aquisição de dados guiados por geometria, e então transfira os dados para o software PULSE Operational Modal Analysis para análise e validação.

Para alcançar a solução OMA ideal, você pode selecionar a completa cadeia de medição e análise Brüel & Kjær’s incluindo acelerômetros, hardware de aquisição de dados LAN-XI e software de medição e pós-processamento. 

Video: Brüel & Kjær Análise Modal Operacional>

>Webinar gravado: Análise Modal Operacional - Identificação do Parâmetro Modal sob Condições Operacionais

Webinar: Operational Modal Analysis – Modal Parameter Identification Under Operating Conditions

The webinar in the video below will:

  • Give an introduction to OMA;
  • Provide guidelines for when to use OMA instead of CMA and vice versa;
  • Show typical application examples of OMA for civil engineering and mechanical engineering structures;
  • Explain how OMA can be used for Structural Health Monitoring (SHM).

Speaker:
Niels-Jørgen Jacobsen
Product Manager - Structural Dynamics Solutions

Contact: 
niels-jorgen.jacobsen@hbkworld.com